Justiça

Justiça Federal determina que governo Temer terá que provar, com documentos, que sistema previdenciário possui rombo de R$ 140 bilhões.

17390587_1467306679980339_268676047918372912_oA 21ª Vara Federal da Seção Judiciária do DF deferiu liminar da Fenajufe para que a União, por meio do governo Temer, comprove “a veracidade dos dados financeiros que embasam a afirmação de que, atualmente, o sistema de previdência social brasileiro é deficitário (atingindo R$ 140 bilhões).”

O governo Temer deverá “esclarecer e detalhar a metodologia utilizada para apurar o déficit previdenciário de até R$ 140 bilhões, valor ‘intensamente divulgado nos últimos dias’; demonstrar, por meio de documentação hábil, o total das receitas obtidas via ‘exações elencadas no art. 195 da Constituição Federal (separadas por grupos), bem como o efetivo destino a elas dado, ao longo de 2012 a 2016’; entre outras determinações.”

“De imediato, o magistrado determinou que a União cesse ‘a divulgação e a exploração de qualquer menção acerca da informação (ainda não confirmada) de que o sistema previdenciário brasileiro amargaria déficit anual bilionário’.”

Íntegra da Decisão => http://migre.me/whIWv

Anúncios
Política

Essa é ótima para quem diz que não havia corrupção no regime militar

17349926_1463289943715346_5811547041605659853_o” ‘Cada um trazia duas maletas, uma em cada braço. No total, seis maletas. (…) Mandei abrir. Começou uma briga, mas olhei e vi que era só dólar, dólar, dólar. Todas elas cheias de dólares. Amarradinhos do banco, aqueles pacotes de depósito bancário. Um milhão e 200 mil dólares.’

A frase acima foi dita pelo coronel reformado Elimá Pinheiro Moreira à Comissão de Verdade da Câmara Municipal de São Paulo em 18 de fevereiro de 2014. Segundo ele o dinheiro –uma quantia que ajustada para os valores de hoje estaria em torno de R$ 9,5 milhões– fora levado em 30 de março de 1964 pelo então presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Raphael de Souza Noschese, para financiar o apoio do general Amaury Kruel, que havia sido chefe do gabinete militar e ministro da Guerra de João Goulart e comandava o 2º Exército, em São Paulo. Até então, Kruel, que jurava fidelidade ao governo de Jango, seu compadre, aderiu ao movimento que derrubou o governo democrático e instaurou o regime militar.”
nao.usem.xyz/anrv

Política

E ainda há quem diga que “não é golpe”!

17349671_1463208863723454_6959654255984352617_oMas, peraí: Serra num pediu exoneração do MRE por problemas de saúde? Aham, çey.. Eis o nível de promiscuidade que envolve os poderes da República.

“Serra e alguns dos convidados de Mendes (ministro do SFT e do TSE) – entre eles os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), além do senador Aécio Neves (PSDB-MG) – estão na lista de Janot. O presidente do TSE, por sua vez, vai analisar o processo de cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer.”

O golpe vai marchando para a implantação do parlamentarismo goela abaixo, em que uma quantidade absurda de deputados e senadores corruptos mais meia dúzia de editores de jornal ditarão os rumos do Brasil.

“Serra também prega o parlamentarismo e pediu a Eunício que crie um grupo para discutir o sistema de governo. O novo modelo defendido pela cúpula do governo, do Congresso e do próprio TSE prevê mudanças que não precisem de PEC, como a autorização para que as legendas usem o Fundo Partidário em campanhas e as listas fechadas de candidatos. Por essa fórmula, os partidos escolhem os concorrentes que compõem a chapa e os eleitores votam apenas na legenda.”
nao.usem.xyz/anpk

Justiça

Por que o juiz Moro se irritou?

17159214_1455902677787406_3489823527536701321_oHoje, prestaram depoimento como testemunhas de defesa de Lula Henrique Meirelles e Luiz Fernando Furlan. A defesa fez uma pergunta para que Meirelles esclarecesse se a política macroeconômica empregada, aliada à estratégia de transferência de renda e aquecimento interno da economia resultaram em benefícios para o Brasil, não tendo buscado benefícios pessoais, momento em que o $uper juiz interrompeu, alegando propagando política. E o que elas disseram que irritou o $uper Moro?

* Henrique Meirelles (presidente do Banco Central no governo Lula): declarou que “nunca viu algo ilícito”; “A minha relação com o presidente Lula era totalmente focada em assuntos relativos ao Banco Central e à política econômica. Nessa interação, eu nunca vi ou presenciei algo que pudesse ser identificado como algo ilícito”, afirmou Meirelles.

* Luiz Fernando Furlan (ex-ministro do MDIC): ele ‘declarou que todas as reuniões entre empresários e Lula que presenciou tratavam de “assuntos de interesse do país”, e que nunca identificou práticas ilícitas no relacionamento do ex-presidente com o setor produtivo.’
http://nao.usem.xyz/akku

Artigos

Previdência: mídia e banqueiros contra-atacam

portal-brasil-estadaoA discussão aqui é BEM mais interessante do que os clichês que temos visto nas internets.. Afinal, está em jogo o direito à aposentadoria das camadas mais pobres da população brasileira. “Proposta do governo desgasta-se na sociedade e no Congresso. Jornais e TVs tentam salvá-la. Veja, ponto por ponto, como seus argumentos são questionáveis.” Leia mais em Previdência Brasil => http://migre.me/wqCur

Artigos

Como se constrói a ignorância sobre a Petrobrás?

petrobras-conteudo-local-485x323“A empresa está quebrada? O Pré-Sal é um mico, explorado a passo de tartaruga? As multinacionais são mais capazes de extrair e vender nosso petróleo? Quais as respostas? Por que elas são ocultadas? Quem pensa que a Petrobras está quebrada, que a produção do pré-sal é lenta, que o pré-sal é um mico e não tem valor ou que a exportação de petróleo por multinacionais pode desenvolver o Brasil, está sendo enganado. É vítima da ignorância promovida pelos empresários da comunicação, políticos e executivos a serviço das multinacionais do petróleo e dos bancos.

A maioria não sabe que quase a metade do orçamento público se destina a pagar os juros e a amortização da dívida pública. Desconhece as ilegalidades e ilegitimidades na formação dessa dívida que, se auditada, poderia ser reduzida. Ignoram a estrutura regressiva dos impostos, na qual os que vivem do salário e recebem menos pagam mais. Não sabem que a previdência social é superavitária considerando os impostos que são desvinculados da seguridade para o pagamento dos juros da dívida. Também desconhecem o prejuízo operacional do Banco Central. Aqui trato das falácias mais repetidas a respeito da Petrobras.”

Leia mais em Outras Palavras => http://migre.me/wqCsk

Economia

Evolução do crescimento do PIB nos últimos trimestres

“Saiu o resultado do PIB de 2016. Como esperado, um desastre. Se olhado por trimestre, fica ainda mais difícil dizer que o governo Temer veio para salvar a economia. Ao contrário, parece ter piorado.”

17190715_1451883621522645_4250393962097460805_n

Economia

É esse tipo de informação que o temeroso tá tentando censurar. Isso o PiG não te mostra nem te fala.

“A reforma da Previdência Social ignora os R$ 426 bilhões que não são repassados pelas empresas ao INSS. O valor da dívida equivale a três vezes o chamado déficit da Previdência em 2016. Esses números, levantados pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), não são levados em conta na reforma do governo Michel Temer.

‘O governo fala muito de déficit na Previdência, mas não leva em conta que o problema da inadimplência e do não repasse das contribuições previdenciárias ajudam a aumentá-lo. As contribuições não pagas ou questionadas na Justiça deveriam ser consideradas [na reforma]’, afirma Achilles Frias, presidente do Sindicado dos Procuradores da Fazenda Nacional (Sinprofaz).

A maior parte dessa dívida está concentrada na mão de poucas empresas que estão ativas. Somente 3% das companhias respondem por mais de 63% da dívida previdenciária. A procuradoria estudou e classificou essas 32.224 empresas que mais devem, e constatou que apenas 18% são extintas. A grande maioria, ou 82%, são ativas.

Na lista das empresas devedoras da Previdência, há gigantes como Bradesco, Caixa Econômica Federal, Marfrig, JBS (dona de marcas como Friboi e Swift) e Vale. Apenas essas empresas juntas devem R$ 3,9 bilhões, segundo valores atualizados em dezembro do ano passado.”

Leia a matéria no site Repórter Brasil -> http://migre.me/wbKjc
Acesse a lista dos 500 maiores devedores da Previdência (em pdf) -> http://migre.me/wbKmw

17155274_1451047978272876_4797769016948167718_n

Política

Delações à parte, o coxinha só leu o trecho que fala da campanha de Dilma. Jucá já tinha avisado que Aécio será o primeiro a ser comido.

“Na quinta (2), o delator Benedicto Junior disse ao TSE que a Odebrecht repassou R$ 9 milhões em caixa dois aos tucanos. Segundo o executivo, a dinheirama foi entregue ao marqueteiro de Aécio Neves e a três protegidos dele: Antonio Anastasia, Pimenta da Veiga e Dimas Fabiano.

Na véspera, Marcelo Odebrecht fez outra revelação embaraçosa para o PSDB. Ele disse que Aécio o procurou pessoalmente para pedir um socorro de R$ 15 milhões. A abordagem ocorreu quando o senador corria risco de ficar fora do segundo turno.

Ao se ver atingido por um tiro que disparou, o partido apelou à esperteza. Alegou que não é alvo do processo e pediu ao ministro Herman Benjamin que suprima as citações que o comprometem.”
http://nao.usem.xyz/ahv4

17103483_1449921781718829_2913528461524397805_n

Política

Mas o coxinha paneleiro ainda acha que a corrupção foi inventada pelo PT

“O avanço da Lava Jato está deixando claro que o PT não foi o único partido a se lambuzar na farra das empreiteiras, para usar a célebre expressão do ex-ministro Jaques Wagner. Siglas que não foram convidadas para o petrolão encontraram outros meios para fazer negócios, como o controle de máquinas estaduais.

Dois executivos da Odebrecht já ligaram Aécio, o “Mineirinho”, a fraudes na construção da Cidade Administrativa de Minas. Os tucanos paulistas José Serra e Geraldo Alckmin, que se revezam no governo de São Paulo há 16 anos, também ganharam apelidos na planilha da empreiteira.”
http://nao.usem.xyz/ahv4

16939259_1449921378385536_8483704069132674850_n