Cotidiano

Conheça dez histórias de corrupção durante a ditadura militar

militares-se-movimento-em-frente-ao-ministerio-do-exercito-no-dia-2-de-abril-de-1964-rio-de-janeiro-1393596048881_615x470Recomendo essa leitura para quem acredita que na época do regime militar não havia casos corrupção. Cabe ressaltar que nem todos os militares aderiram ao regime e muitos perderam a farda e foram duramente perseguidos. Os grupos de guerrilha da época eram compostos não somente por militantes da esquerda mas, também, por muitos desses ex-militares cassados.

“Apesar da blindagem proporcionada pelas restrições ao Legislativo, Judiciário e imprensa, ainda assim a ditadura não passou imune a diversas denúncias de corrupção. O UOL listou dez delas, tendo como fonte a série de quatro livros de Elio Gaspari sobre o período (‘A Ditadura Envergonhada’, ‘A Ditadura Escancarada’, ‘A Ditadura Derrotada’ e ‘A Ditadura Encurralada’) e reportagens da época.” Leia mais em http://migre.me/wuoZi

Cotidiano

Brancos são mais ricos que negros no EUA – e ninguém sabe explicar o motivo

16601867_1427825250595149_8965258147729069369_o“Um novo estudo derruba a maioria das explicações — e soluções — convencionais para a diferença de riqueza (dentre elas, na minha opinião, a FALÁCIA da meritocracia). O índice diz tudo: ‘Frequentar a universidade, criar filhos em uma família biparental, trabalhar em período integral e gastar menos não diminuem a diferença de riqueza entre raças’.”

Continue lendo “Brancos são mais ricos que negros no EUA – e ninguém sabe explicar o motivo”

Cotidiano

Após show midiático, imprensa tradicional se cala sobre absolvição de Guido Mantega em inquérito na Zelotes

zelotes-mantega-estadao01Depois de uma condução coercitiva, em que agentes da Policia Federal tiraram o ex-ministro de um hospital, onde acompanhava sua esposa que se tratava de câncer, e de toda a extensiva cobertura da imprensa tradicional sobre sua suposta participação em atos ilegais investigados pela operação Zelotes, Mantega é absolvido por falta de indícios; desta vez, imprensa se cala. No Jornal GGN

Cotidiano

Ah, a tal da sinceridade das crianças… Percebam a diferença na empolgação…

As imagens falam por si só… 

15420895_1367430706634604_923194473361544132_n

Cotidiano

Qualidade de vida no Brasil melhorou nos quatro primeiros anos do governo Dilma, apesar da diminuição no ritmo da melhora.

O ritmo da melhora dos indicadores sociais do Brasil diminuiu durante os quatro primeiros anos do governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), mas a qualidade de vida no país entre 2011 e 2014 melhorou, segundo estudo divulgado nesta terça-feira (22) por Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e Fundação João Pinheiro. Entre os fatores que mais contribuíram para a melhora do desenvolvimento humano no país no período pesquisado estão o aumento da renda per capita e o aumento da expectativa de vida.
 
O Radar IDHM é um estudo que compara 60 indicadores sociais produzidos pela Pnad (Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios), feita anualmente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
 
Os quesitos que avaliam a renda foram os que mostraram maior vigor entre 2011 e 2014. Segundo a pesquisa, a renda per capita do brasileiro aumentou 4,8% ao ano no período, saindo de R$ 698,48 em 2011 para R$ 803,36. A média entre 2000 e 2010 foi de um aumento de 3% ao ano.
 
O índice de pessoas em situação de vulnerabilidade (com renda domiciliar inferior a meio salário mínimo) apontou uma queda de 9,3% ao ano, saindo de 29,6% da população em 2011 para 22,1% em 2014. Entre 2000 e 2010, a velocidade de queda da população em situação de vulnerabilidade foi de 3,9% ao ano.
 
O IDHM-Educação teve uma alta de 1,5% ao ano entre 2011 e 2014, enquanto no período anterior, a velocidade de crescimento foi de 3,4%. Em relação à longevidade, também houve avanços, mas em ritmo mais lento. O IDHM-Longevidade cresceu 0,6% ao ano entre 2011 e 2014, enquanto no período anterior, o ritmo foi o dobro: 1,2% ao ano.

 

15094988_1335571383153870_5344894912852505138_n

Cotidiano

O mesmo vale para o vazamento de informações sigilosas de qualquer cidadão, inclusive Lula.

“A União terá que indenizar Neymar e seus familiares por ter vazado informações fiscais sigilosas do jogador e da empresa que cuida dos negócios do craque, segundo decisão do juiz Eduardo S. Rocha Penteado, da 14ª Vara Federal de Brasília. O jogador do Barcelona e da seleção brasileira deverá receber R$ 80 mil. Já os pais têm direito a R$ 50 mil cada um.”

15094514_1332328523478156_7083335674728052536_n

Cotidiano

Juiz recebe salário em dobro e recorre à Justiça para não devolver o dinheiro

alx_flavio-rodrigues-souza-2015-100-4x3-jpg_originalExtra – O juiz Marcello Granado, que integra o Tribunal Regional Federal da 2ª Região, no Rio de Janeiro, recorreu ao Judiciário para não ter de devolver R$ 71.905,96 aos cofres públicos. A quantia corresponde ao pagamento duplicado do salário do magistrado nos meses de janeiro e fevereiro de 2015. Após a identificação do erro, foi solicitado o reembolso a Granado, que se negou a restituir o valor. Ele disse que notou o pagamento errado, mas acreditou “se tratar de Parcela Autônoma de Equivalência vencida e não paga”.

A parcela foi determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para nivelar os vencimentos dos magistrados com os salários concedidos aos congressistas. De acordo com a sentença do dia 7 de julho, a juíza federal Helena Elias Pinto suspendeu a cobrança por entender que haveria “risco de lesão grave ou de difícil reparação” a Marcello Granado caso fosse exigida a devolução dos valores.

Cotidiano

IPVA atrasado não é motivo para apreender veículo

thumbPortalNoAr – Apreender um veículo em blitz porque o motorista está com o IPVA atrasado “é o mesmo que expulsar de casa o cidadão em atraso com o IPTU”. A opinião é do advogado Igor Mauler Santiago. A opinião de Santiago, dada à revista Consultor Jurídico, é reforçada por outros tributaristas ouvidos pelo veículo. Para eles é inconstitucional apreender carro em blitz porque o motorista está com o IPVA atrasado.

Tal inconstitucionalidade está no fato de que nenhum tributo poder ser cobrado de forma coercitiva. “Deve ser ofertado ao proprietário do veículo discutir a cobrança do imposto citado sem ser privado do seu direito de propriedade”, explica Rafael Korff Wagner, vice-presidente do Instituto de Estudos Tributários. O especialista em Direito Tributário Guilherme Thompson ressalta que multas e impostos em atraso devem ser cobrados por outros meios e considera a apreensão do bem material como abusiva.

Continue lendo “IPVA atrasado não é motivo para apreender veículo”

Cotidiano

Venda de lâmpadas incandescentes está proibida no país a partir de hoje

966342-03072015-dsc_9694Agência Brasil – A partir de hoje (30), está proibida a venda de lâmpadas incandescentes no Brasil. O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) começa a fiscalizar amanhã (1º), por meio dos institutos de Pesos e Medidas (Ipem) estaduais, estabelecimentos comerciais que ainda tenham à disposição lâmpadas incandescentes com potência de 41watts (W) até 60 W. Quem não atender à legislação poderá ser multado entre R$ 100 e R$ 1,5 milhão.

A restrição foi estabelecida pela Portaria Interministerial 1.007/2010, com o objetivo de minimizar o desperdício no consumo de energia elétrica. Uma lâmpada fluorescente compacta economiza 75% em comparação a uma lâmpada incandescente de luminosidade equivalente. Se a opção for por uma lâmpada de LED, essa economia sobe para 85%.

A troca das lâmpadas incandescentes no Brasil começou em 2012, com a proibição da venda de lâmpadas com mais de 150W. Em 2013, houve a eliminação das lâmpadas de potência entre 60W e 100W. Em 2014, foi a vez das lâmpadas de 40W a 60W. Este ano, começou a ser proibida também a produção e importação de lâmpadas incandescentes de 25 W a 40 W, cuja fiscalização ocorrerá em 2017.

Continue lendo “Venda de lâmpadas incandescentes está proibida no país a partir de hoje”

Cotidiano

Qual é o grande negócio da “transferência” da Globo que Temer autorizou?

Em fevereiro, este modesto blog mostrou – e provou com documentos oficiais – que em 2005 os irmãos Marinho transferiram para uma pequena empresa, de apenas R$ 1 mil de capital social originário, o controle das poderosas Organizações Globo, “desovando”  esqueletos de empresas endividadas e judicialmente “enroladas”. Ontem, o Diário Oficial da União publicou ato de Michel Temer autorizando uma operação parecida, ao que tudo indica, àquela feita há 11 anos.

glododou

Segundo o site Telessíntese, “a transferência indireta não implica mudança do controle societário, e deve ser uma rearrumação entre os sócios e a família, mudança que só será possível comprovar depois de 80 dias, quando se puder pedir o acesso à documentação, já que o decreto é absolutamente lacônico”. Lacônico e veloz, já  que segundo o site, há operações semelhantes, de outras empresas de comunicação, que aguardam há mais de dez anos autorização governamental para serem oficializadas.

Manda quem pode, obedece quem tem juízo.